sábado, 19 de maio de 2007

Despotismo

Como se não bastasse ter que aturar a última do Max Mosley, rapidamente aparece o Bernie Ecclestone para mostrar que também sabe ser irritante. Como se alguém ainda duvidasse.
O chefão autoritário voltou suas garras para o GP da Austrália e disparou:
"Se eles (organizadores) não vierem com boas propostas, provavelmente não continuarão no calendário".
Segundo ele, o contrato com Melbourne não será renovado depois de 2010, a menos que aceitem a realização de corridas noturnas no circuito. Ou seja, para a Fórmula 1 continuar frequentando o Albert Park, os GPs deverão ocorrer obrigatoriamente à noite, caso contrário, passar bem.
Já não me surpreenderia se o Bernie espalhasse essa imposição por todas as corridas em território oriental.
Como sempre, as coisas vão de mal a pior. Tudo por dinheiro, eu suponho. Mas ele só pensa nisso, que cara mais chato!

4 comentários:

Felipão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipão disse...

Dizem que o horário do GP do Brasil é o que da mais audiência na Europa, por causa do horário. Quando eu ouvi no começo do ano, que o GP da Austrália seria disputado a noite, achei que isso já estava certo. Que poderia até ter partido da organização da corrida. Eu acho que é muita exigência pra uma categoria que anda oferendo pouco espetáculo para os fãs.

Anônimo disse...

Eu sou o negro da foto kkkkkkkk o hamilton!!

Ricardo Bromer

www.maiseu.com.br/blog/bromerf1

Bárbara disse...

Eu acho que seria bem bacana termos corridas nortunas, mas impor isso é complicado. Um circuito que sempre acomodou corridas durante o dia deve ter um tempo mínimo de adaptação. Nessa hr que a gente vê os limites do poder. Quem pode mandar, manda. Quem não pode, obedece.